segunda-feira, outubro 17, 2005

A Cura (1ª parte)

Portugal andava deprimido, triste e via tudo negro.
O pessimismo reinava, as florestas ardiam, os rios secavam e o dinheiro teimava em não chegar ao fim do mês.
Um dia viu no vidro de um automóvel um pequeno quadrado de papel, que dizia: Professor Bambu, a cura para todos os males.
O seu coração começou a bater mais depressa e até se esqueceu de resmungar com o carro estacionado em plena passadeira, enquanto lia:
--- O mais importante astrólogo do planeta, garante resultados a 120%. Dotado de poderes sensacionais, resolve todos os seus problemas de Amor, Insucessos, Depressões, Negócios falhados, Injustiças Sociais, Impotência sexual, maus olhados, sorte nas candidaturas e nos exames e falta de dinheiro.
Afinal tudo o que ele sentia naquele momento ... valia a pena tentar, já que todos os tratamentos anteriores tinham fracassado .... ainda há pouco tempo atrás, tinha ido de joelhos a Fátima, implorar a salvação .... mas a tentativa falhara e para além de uns joelhos esfolados, tudo continuava na mesma.
Decidido pegou no telemóvel e marcou o número que constava no papelinho milagroso.
Do outro lado da linha, uma vózinha dizia: Professor Bambu, o melhor para tu ! Boa tarde.

( continua )

1 Comments:

Anonymous Shana said...

Agora fiquei curioso!
João, amanhã estou cá à espera da 2ª parte.

18/10/05 00:05  

Enviar um comentário

<< Home